13 de jul de 2011

Alerta Veterinário



Otites em cães e gatos

É a inflamação de diferentes partes do ouvido (cavidade, mucosa, conduto auditivo externo e ouvido médio).


O conduto auditivo dos animais forma um ângulo de 90º graus (em forma de L). Essa é a principal desvantagem da arquitetura do conduto auditivo deles, pois sendo assim, além de dificultar o acesso para higienização torna-se um ambiente quente e abafado (devido à temperatura corpórea do animal que é de 38º a 39º graus) facilitando o surgimento das otites.

Se seu animal apresenta muita coceira nas orelhas, dor, cheiro fétido, chacoalha a cabeça constantemente e apresenta descamação ou secreção na região, o mesmo pode estar com otite. Além de dor, as otites causam alterações de comportamento e desequilíbrio (animais andando em círculos ou ziguezagueando como bêbados) portanto, leve-o ao médico veterinário de sua confiança.

O Médico Veterinário é o profissional capacitado para através da anamenese e do histórico que você proprietário irá relatar (não omita nada) qual a causa da inflamação. O mesmo poderá realizar exames laboratoriais a partir da secreção ou do cerúmen para descobrir que tipo de microorganismo acomete o conduto auditivo do seu animal.

Através da citologia ele saberá se a otite foi causada por bactéria ou fungo e através da parasitologia ele identificará se o agente é um parasita como a sarna.

Devido aos meneios de cabeça (animal chacoalhando a cabeça intermitentemente), poderá ocorrer o Otohemathoma (descolamento das cartilagens que formam o pavilhão auricular (ouvido) e o acúmulo de sangue).

Em 90% dos casos o tratamento é cirúrgico.

As otites acometem com freqüência cães que possuem as orelhas pendulares (ambiente abafado), excesso de pêlos e cera, animais que tem muito contato com umidade (gostam de brincar na chuva, entornam seus bebedores e se esbaldam na água, o local onde dormem ou permanecem durante muito tempo é úmido, na hora do banho pela falta de algodão nos condutos auditivos e a grande maioria que atendo na Clínica Veterinária são os Cãopanheiros ou Gatonheiros... animais que quando os donos estão no banho, são tão amigos e queridos que permanecem todo o período dentro dos banheiros recebendo todo aquele vapor que nada mais é que a umidade).

A limpeza excessiva também pode acarretar sérios problemas, pois a cera funciona como proteção.

O tratamento é baseado na anamenese e nos resultados laboratoriais. Existe uma vasta gama de medicamentos veterinários no mercado. Antiinflamatórios, antibióticos, parasiticidas e ceruminolíticos específicos para as otites. Seu Veterinário é a pessoa indicada para te orientar e prescrever tais medicamentos.

NÃO REALIZE A MEDICAÇÃO DOS SEUS ANIMAIS POR INDICAÇÃO DE VIZINHOS, AMIGOS, PARENTES, BALCONISTAS OU INTERNET.

Cada caso é um caso e a resposta dependerá de cada organismo. Mesmo achando que você esta ajudando seu bichinho, você poderá estar piorando o problema ou mascarando alguma patologia mais severa.

Você poderá realizar a prevenção levando seus animais de estimação ao Médico Veterinário para check-up semestral, evitando que o mesmo tenha contato com umidade excessiva (e se tiver, que realize a higienização e a secagem do mesmo), evitar a limpeza em demasia, colocar o algodão no ouvido antes do banho (alerte o banhista do pet shop também), retirar o excesso de pêlos e ficar sempre atento aos sinais que seu bichinho dá.

Siga estas orientações e exercite a posse responsável.

Até logo.

Dr. Leonardo Tadeu
Médico Veterinário – CRMV: 14725

Grupo Porto Pet

Rua Domingos de Morais, 1110
Vila. Mariana - São Paulo - SP
T: (11) 5572-9831

Website: www.portopet.com.br

Email: doutorleonardo@portopet.com.br

Consulte sempre um médico veterinário

Foto: Arquivo Pessoal

Disqus for ABC dos Bichos