29 de nov de 2010

Quero saber mais...

“Quero saber mais...” traz uma edição especial: As 10 raças de gatos mais incomuns do mundo.

Em 3º lugar no ranking, está o gato da raça Pixie-Bob, reconhecida em 1995.



Tem uma semelhança enorme com um gato silvestre americano conhecido como BobCat.

Mas, difere deste animal, seu comportamento é calmo e companheiro, podendo ser comparado a um cão, recepciona as pessoas ao chegar em sua residência.

Inteligente, amigáveis, podem ser encontrados tanto com pêlo longo quanto curto, tem sub-pêlos macios e ásperos, suas cores mais comuns são, tons de marrom e cinza escuro.

Seu peso pode variar entre 4 a 5 kg para fêmeas e entre 8 a 10 kg para os machos.

Muitos dizem que os gatos são independentes, que só chegam perto de você por causa da comida, que não te agradam, mas todos que tem gatos, discordam disso, são mais na deles, mas isso não quer dizer que são interesseiros, e que não devemos ter gatos.

Na próxima semana iremos apresentar o 4º gato das raças mais incomuns do mundo: O Munchkin.

“Quero saber mais...”. Toda segunda-feira, uma nova coluna trará informações e curiosidades sobre seu pet favorito. Envie para nosso email abcdosbichos@gmail.com sua sugestão de raça e, na próxima semana, o animal mais votado ganha uma seção especial.

Foto: www.aupetstore.com.br

26 de nov de 2010

Diário de um protetor...

Final feliz para Mayon...

Este bebezão é o Mayon, um mestiço de poodle, que levava a vida de idas e vindas.

Foi resgatado pela protetora Vânia, moradora de Santo André, pois sofria maus tratos pelo dono, vivia preso em uma pequena corrente e era alimentado com comida azeda.

Estava muito magro, Vânia o levou para sua casa, tratou com muito amor e carinho mas não pode ficar muito tempo com ele, pois teve que ia as pressas ao veterinário porque havia sido envenenado, permaneceu internado por uma semana.

Foi uma corrida contra o tempo, a Vânia precisava encontrar um lar temporário ou um adotante pro Mayon, espalhou diversos cartazes em pets, clínicas, mercados, e uma noite voltando pra casa, encontrou um casal no seu portão, dizendo que queriam adotar o cãozinho.

Ao serem entrevistados, estava certa que estava que aquela era uma ótima família pra ele, mas meses depois, recebeu uma ligação para que fossem buscar o cão, pois estava sofrendo agressões físicas nas mãos de terceiros.

Mais uma vez, Mayon estava sem rumo.

Depois de tanto sofrimento, esse garotão encontrou uma família de verdade, que o ama e quer chamá-lo para sempre de “meu cãozinho”.

Após ser postado a história dele, muitas pessoas entraram em contato para adotá-lo, mas fomos criteriosas na seleção pois não queríamos mais vê-lo acorrentado, passando fome, sendo judiado.

Hoje ele mora em Piracicaba, e foi recebido com festa, todos estavam ansiosos com sua vinda, era um membro mais que especial, a sensação da protetora era que Mayon tivesse reconhecido aquelas pessoas, aquele lugar, e que tivesse reencontrado seus verdadeiros donos.




Tenho certeza que Mayon será para o resto da vida, grato por ter sido acolhido por estas pessoas, por saber o que é amor, paixão, comida fresca, água limpa, não sentir dor e nem medo de humanos.

Essa como muitas outras histórias deveriam terminar assim, Mayon, seja feliz junto da sua nova família e do seu irmãozinho pinguinho...

Foto: Arquivo Pessoal autorizado por Nayara a foto com as crianças e família.

A Princesa e seus filhotes precisam de um lar...

Oi amigos...

Esta família incrível, mamãe de nome Princesa e seus 5 filhotes precisam de um lar, os filhotes estão com um mês e meio, são muito espertos e brincam o tempo todo.



Mas também temos um outro problema, será que vocês conhecem algum veterinário que se prontificaria em castrá-los?

Caso alguém se interesse em adotar ou mesmo se disponha a castrar os cães, favor entrar em contato com a Rosana Salles, pelo telefone 4426-4058 ou 8387-8869

Foto: Arquivo Pessoal

Meu pet é o bicho!

A foto da seção de hoje “Meu pet é o bicho!” é do Akiro,um cão da raça Chow-Chow de um ano e meio, sua dona é a Apoliana Ferreira, moradora do Bairro Boa Vista em São Bernardo do Campo.


Ter um cachorro sempre foi uma grande vontade da família, mais como todas as pessoas que trabalham ficava difícil conciliar o tratamento do animal, e a rotina diária. Isso sem contar às despesas que ele causaria.

Quando fui promovida decidi que era hora de ter um cachorrinho, mais então tivemos mais um contratempo qual seria a raça apropriada, para pessoas com pouco tempo e espaço.

Levamos meses procurando, estudando e pesquisando sobre raças criadores e valores.

Até que chegamos há uma conclusão, queríamos um cachorro que fosse carinhoso e independente ao mesmo tempo, cão de guarda e companhia e optamos pelo Chow-Chow.

Ele tinha todas as qualidades que queríamos além de ser lindo, mais onde encontrar uma raça tão rara? Foram mais semanas até irmos visitar uma feira de animais em São Paulo, nas vitrines nenhum da raça desejada, já tinha perdido as esperanças e estávamos indo embora, quando no colo de um vendedor ambulante estava um pequeno chow-chow macho de cor avermelhada.

Estava cansado pelo sol que fazia em pleno meio dia, e muito assustado por estar no meio de tanta gente. O vendedor queria se livrar do animal que era, o ultimo de sua ninhada e não conseguia vender por pedir um valor alto a vista.

Ele era meu, tinha que ser meu de qualquer jeito, e quase implorando ao vendedor que abaixasse o preço, conseguimos um desconto no animal, que passou imediatamente para os meus braços. Ele era perfeito, tinha os olhinhos mais lindos que eu já havia visto, eu já estava apaixonada por ele.

Mais tinha um pequeno problema a quantia que ele pedia eu não tinha em dinheiro, e nenhum banco na região estava funcionando por ser um domingo de feriado prolongado.

Enquanto meu marido enfrentava uma verdadeira odisséia para ir até a cidade vizinha encontrar um caixa eletrônico que pudesse sacar o valor, fiquei no meio daqueles vendedores com o pequeno cachorrinho no colo. Para ter certeza que o homem não iria sumir.

Depois de duas horas e meia, já estava pronta para chamar a polícia pensando que meu marido havia sido seqüestrado e ele aparece com um sorriso animador.

Havia conseguido um caixa e retirado o dinheiro, compramos o pequeno cachorrinho, que já estava com o nome escolhido Akiro Castro.

Foi o melhor investimento que fizemos, hoje saudável e 27 kilos mais pesado. Ele é a grande alegria da casa. E meu maior orgulho, por ser tudo o que esperávamos e muito mais.


Seu animal de estimação pode ter um dia de celebridade! Envie fotos do seu bichinho pra nós, que divulgaremos na seção semanal “Meu pet é o bicho!”.

Mande fotos de boa resolução para abcdosbichos@gmail.com e faça uma breve descrição do pet (raça, nome, idade) e do seu dono (nome, profissão, cidade).


Foto: Arquivo Pessoal

25 de nov de 2010

Gatinha grávida precisa
de ajuda urgente!!!

Olá pessoal, tudo bem?

Aqui no blog sempre divulgamos o apelo de nossos leitores, mas agora somos nós que precisamos de ajuda! Há uns 20 dias, apareceu no prédio da minha mãe uma gatinha linda. Ela é sialata (siamês vira-lata) de tamanho médio, com olhos azuis e, infelizmente, está grávida. Como gravidez de gatos dura cerca de 2 meses, a dela já deve estar em estágio avançado, já que a barriga está bem grandona...



Ela era arisca, mas as crianças do condomínio acabaram domesticando a pobrezinha e deram a ela o nome de Mary... Agora ela é a coisa mais linda: se esfrega na nossa perna, ronrona alto e é bem carinhosa mesmo.. Infelizmente meu pai não gosta de gatos e não quer deixar minha mãe pegar. Eu não posso porque já tenho dois e também moro em apartamento.. Lá no prédio dos meus pais ninguém quer se comprometer e uma vizinha bruxa já ameaçou chamar o CCZ!!! Precisamos urgente de um lar, pois parece que ela vai dar cria em poucos dias!!

O pessoal estava dando até bolo pra coitada! Eu e minha mãe estamos nos revezando para comprar ração e trocamos o potinho todos os dias, junto com a água.. Ela está dormindo em uma bacia com uns paninhos, mas não pode ter os bebês lá.. estamos muito preocupadas!


Então, quem puder ajudar com um lar temporário para a Mary, ou mesmo alguém que possa ficar com ela ou com algum dos gatinhos depois, pode ligar pra mim (8228-4737) ou pra minha mãe (Rosana - 8718-1809). Estamos em Santo André-SP. Me comprometo a pagar a castração da Mary posteriormente.

Agradeço muito se vocês puderem divulgar esse post para amigos que também amam animais e, principalmente, os felinos - verdadeiras obras-primas da natureza!!!

Muito obrigada da coração,
Carolina Lopes

Foto: Arquivo pessoal

Gostaria de dividir com vocês...


Caros leitores,

Tive o prazer e felicidade de ler o livro “O Encantador de Cães”, aprendi muito, e vi também que muitas vezes eu não sabia quase nada ou nada mesmo sobre como cuidar, momentos de dar carinhos, submissão, respeito, responsabilidades, socialização e assim por diante.

De tudo que eu li, gostei de um questionário que gostaria de dividir com vocês, e gostaria também que fosse repassado á todos os amigos que pretendem ter um peludo em casa.

Quem tiver a oportunidade de ler, tenho certeza que irão aprender muito, assim como eu aprendi.

Abraços Drika


Começa assim:

Conheça a si mesmo antes de conhecer o seu cão. Antes de decidir ser dono de um cachorro, recomendo que você seja capaz de responder SIM à primeira parte de cada uma das perguntas a seguir, e NÃO às perguntas que estão entre parênteses:

1. Eu me comprometo a passear com o meu cão pelo menos uma hora e meia todos os dias? (ou somente o deixarei no quintal e concluirei que ele já fez “bastante exercício”?)

2. Estou disposto a aprender como ser um líder de matilha calmo e assertivo com o meu cão? (ou permitirei que ele faça o q quiser, porque isso é o mais fácil?)

3. Estabelecerei regras, restrições e limites claros na minha casa? (ou permitirei que o cão faça o que quiser e quando quiser?)

4. Vou me comprometer a servir água e alimento a ele? (ou vou alimenta-lo apenas quando me lembrar?)


5. Darei carinho apenas em momentos adequados e quando meu cão estiver calmo e submisso?(ou o abraçarei e beijarei quando ele tiver temeroso, agressivo ou sempre que eu quiser?)

6. Levarei meu cachorro ao veterinário regularmente, sempre que seja necessário leva-lo, medicá-lo e vacina-lo? (ou só levarei ao veterinário quando estiver doente ou ferido?)

7. Vou providenciar para q meu cão seja socializado e treinado adequadamente, de modo não representar risco a outros animais e a seres humanos? (ou torcer para que nada de ruim aconteça e mandar as pessoas saírem de perto?)

8. Limparei a sujeira que meu cachorro fizer sempre que eu passear com ele? (ou vou pensar que o cocô dele não é problema meu?)

9. Estou disposto a aprender sobre psicologia canina de modo geral sobre as necessidades específicas da raça do meu cão? (ou vou treina-lo como achar que devo?)

10.Comprometo-me a separar uma quantia de dinheiro caso tenha de chamar um profissional para tratar um problema de comportamento do meu cão ou precise leva-lo ao veterinário com urgência? (ou ele só vai ter o que eu puder dar no momento?)

Você passou? Se a resposta é SIM, parabéns. Está pronto pra ter um cão. Se a resposta é NÃO, talvez você queira repensar sua escolha.



Livro: O Encantador de Cães – Compreenda o melhor amigo do homem.

César Millan com Melissa Jô Peltier
Ed Verus


Foto: www.quebarato.com.br

Diário de um protetor...



Olá amigos, tudo bem com vocês? Tenho novidades, estréia hoje no nosso Blog
“Diário de um Protetor”...

Ouvimos falar tanto em doação de animais, resgates, protetores independentes, há algum tempo venho pensando...Como será que eles foram resgatados? Como chegaram ali pra doação? Por que tiveram que fazer cirurgias? Por que foram abandonados, judiados e soltos? Quem os alimenta e os leva ao veterinário? E outras perguntas mais...

Então ninguém melhor que os próprios Protetores, conhecidos também como “Anjos” para nos contar seus resgates, suas histórias, tanto com finais felizes como tristes, tenho certeza que além de mim que estarei escrevendo, vocês que estarão lendo irão se emocionar junto comigo.

E tenho o prazer de apresentar-lhes a Neusa Tironi, moradora da Vila Assunção em Santo André, que parte da UAPA (União Andreense Protetora dos Animais), e vai nos contar a história do Nilo.


O Nilo foi imobilizado com uma focinheira e um arame no pescoço e assim atirado no piscinão próximo ao Ceasa de Santo André.

Estava muito ferido, quase degolado e foi resgatado pela vizinhança. Contudo, assim que se viu livre fugiu desesperado.

Fomos avisados, e começamos a busca desse pobre animal. Após uma semana foi localizado no Rio Tamanduateí, quase morto.

Com a ajuda do CCZ foi possível resgatá-lo, foi operado no Hospital Veterinário da Universidade Metodista, castrado, vacinado e hoje saudável em um lar provisório pago pela UAPA, até que seja adotado.

Devido a tudo que este cão passou, seu temperamento é um pouco arredio, ele fica na dele e só aceita carinho quando ele procura, mas não incomoda ninguém.

O dono ideal, seria aquele que respeitasse as condições e o trauma que carrega com ele hoje em dia, mas como sabemos, amor e carinho pode apagar qualquer lembrança ruim na vida, ele precisa de alguém com muita paciência, que saiba ensinar que a vida não é apenas maus tratos, gritos, chutes, cordas no pescoço, e outras mais que vemos por aí.

Se você é essa pessoa, entre em contato com a UAPA através do email (uapasa@gmail.com) e leve o Nilo pra sua casa, e dê a ele uma condição de vida melhor do que ele conheceu até agora.

Texto: Informativo UAPA/Neusa e Drika
Foto: Arquivo Pessoal

22 de nov de 2010

"Quero saber mais"...

“Quero saber mais...” traz uma edição especial: As 10 raças de gatos mais incomuns do mundo.

Em 2º lugar no ranking, está o gato da raça Minskin.


Os gatos dessa raça, fazem parte de uma série de misturas chamadas de anãs.

Ainda é uma raça muito nova, que teve sua criação em 1998 e até 2005 haviam apenas 50 exemplares.

Eles parecem os da raça Sphynx, mas em tamanho menor.

Seu comportamento é dócil, companheiro e brincalhão.

Indicado a morar em apartamentos, pois a exposição ao sol podem ocorrer queimaduras ou lesões de pele, então horários e locais com sol, são limitados.

No inverno é comum ver um gatinho desses com roupinhas, para ajudar a se aquecer.

Na próxima semana iremos apresentar o 3º gato das raças mais incomuns do mundo: O Pixie-Bob.

“Quero saber mais...”. Toda segunda-feira, uma nova coluna trará informações e curiosidades sobre seu pet favorito. Envie para nosso email abcdosbichos@gmail.com sua sugestão de raça e, na próxima semana, o animal mais votado ganha uma seção especial.

Foto: http://hypescience.com

Cuide bem do seu melhor amigo...


CASTRAÇÃO: SIM OU NÃO?

Muitas pessoas ficam em dúvida quanto à castrar seus cães e gatos, por terem medo tanto da cirurgia quanto à mudanças de comportamento, acreditando em mitos de que os animais irão ficar apáticos, perder o interesse por brincadeiras, guardar a casa e engordar, que pode ser controlado com dieta adequada e exercícios.

A castração traz inúmeras vantagens tanto para machos quanto fêmeas, evitando crias indesejáveis, fugas, brigas, marcação de território com urina e doenças, como tumores de mama e Piometra (infecção grave do útero) para fêmeas e hiperplasia de próstata e tumores testiculares para machos.

A cirurgia é relativamente simples e os animais se recuperam completamente em aproximadamente 10 dias. Claro que todo procedimento onde envolva cirurgia e anestesia tem riscos, que podem ser minimizados com a boa escolha da clínica onde a cirurgia será feita, tipo de anestesia e exames pré-operatórios.

A castração pode ser feita em animais de qualquer idade. Não é necessário que as fêmeas tenham pelo menos uma cria antes da castração e nem mesmo que tenham o primeiro cio, ao contrário, quanto mais cedo for feita a castração, menor a chance de que desenvolva tumores de mama.

As edições “Cuide bem do seu melhor amigo...”, trará informações para cuidar melhor do seu pet, mande sua sugestão para abcdosbichos@dgabc.com.br e estaremos aprendendo e esclarecendo suas dúvidas.

Agradecimentos a Dra. Daniela Zambotto, da EB Clínica Veterinária – 4330-4128, que irá nos orientar nessas edições.

Foto: http://meucaomeuamigo.blogspot.com

Natal Au Au 2010 em São Bernardo do Campo





O Clube Pet Memorial, no dia 12 de dezembro a partir das 10h às 15h, estará proporcionando a você e seu cãozinho uma festa de final de ano, com direito a gincanas, brindes e muito mais.

Clique para ampliar


O Clube conta com a maior Arena Pet coberta da América Latina, além de possuir gramado sintético, arquibancada, lanchonete, equipe de segurança e limpeza.

Clube Pet Memorial
Av Sadae Takagi, 860
São Bernardo do Campo – Rod.dos Imigrantes, saída km20
Informações: 4343-0000 ou www.petmemorial.com.br

Estacionamento gratuito.

Entrada: 1 kl de ração a serem doados para as Ong´s

Folder: Arquivo Rodrigo

16 de nov de 2010

Quero saber mais...” traz uma edição especial: As 10 raças de gatos mais incomuns do mundo.



Em 1º lugar no ranking, está o gato, originário do Canadá na década de 1960, o Sphynx ou Esfinge.


Por não possuir pêlos, muitas pessoas acham que não irão provocar alergias, mas desconhecem que o fator alérgico, encontra-se na descamação de pele ocorrida nos animais.

O fato de não ter pêlos, torna esse animal mais vulnerável ao calor e ao frio, em alguns casos pode se notar queimaduras solares e hipotermia.

É aconselhável que ele seja criando em apartamentos, onde o ambiente externo é mais limitado do que se ele for criado em uma residência com quintal.

Gosta bastante de atenção, é sociável, brincalhão, gosta de estar sempre com o dono e ser o centro das atenções.

De porte médio, seu peso varia de 03 a 07 quilos, necessitam de banhos freqüentes, pois pelo fato de não apresentar pelagem, ele não absorve a oleosidade produzida pela pele, e esta vai se acumular de forma rápida, é sugerido um banho por semana.

Na próxima semana iremos apresentar o 2º gato das raças mais incomuns do mundo: O Minskin.

“Quero saber mais...”. Toda segunda-feira, uma nova coluna trará informações e curiosidades sobre seu pet favorito. Envie para nosso email abcdosbichos@gmail.com sua sugestão de raça e, na próxima semana, o animal mais votado ganha uma seção especial.

Foto: Wikipédia

“Nina” precisa de um lar, ou alguém que conheça a família dela.



Esta filhotinha, de aproximadamente 05 meses, foi achada na rua, prestes a ser atropelada, foi hoje avaliada por uma veterinária, que mencionou até que possa ter fugido de alguma casa, pois não tem vermes, suas orelhas estão limpas, sem pulgas ou carrapatos, e faz suas necessidades no tapetinho higiênico.


Acontece que ela está em uma casa agora, sem a possibilidade dos cães residentes aceitarem ela, então fica em um cômodo sozinha, está chorando e muito triste.

Quem gostou dela e quiser dar amor, carinho e um lar, ou souber quem são seus donos, favor entrar em contato com Andrea através do telefone: 8048 7775.

Foto: Arquivo Pessoal

Campeonato Paulista de Agility no Parque do Carmo.



Neste final de semana, teremos a oportunidade de presenciar mais duas etapas do Campeonato Paulista de Agility, onde várias raças de cães estarão presentes.

Mas de 100 duplas (cão/condutor) estarão inscritas para o evento, que terá início às 10:00 horas e seguirá no decorrer do dia.


O Agility é um esporte que pode ser praticado por qualquer pessoa, independente da idade ou sexo, e também por qualquer raça de cão, tendo ou não pedigree, é formada uma dupla, cão mais condutor, baseado no Hipismo, a dupla deve fazer um percurso, formado por obstáculos, no menor tempo possível, com o menor número de faltas, a dupla que fizer isso será considerada vencedora, as faltas durante o percurso são de 5 pontos, existe também um tempo para se fazer esse percurso, a dupla que exceder esse tempo será penalizada com 1 ponto por segundo que fizer a mais do tempo, esse percurso é montado momentos antes da prova pelo juiz, e o condutor tem um tempo para reconhecimento do mesmo, fácil o Agility proporciona uma maior interação do cão com seu dono e uma ambientação do cão com outros cães, o Brasil possui vários Títulos Mundiais de Agility.

O Parque também irá contar com outras atrações para crianças, do qual recebe o nome de Viradinha Esportiva, ótima oportunidade de diversão para a garotada correr, brincar e pular.

O evento tem entrada grátis nos dois dias: 20 e 21 de novembro a partir das 10:00 hrs.

Parque do Carmo
Local: Av. Afonso de Sampaio e Souza, 951 – Jardim Nossa Senhora do Carmo – SP
Informações sobre agility: www.agilitybr.com.br

Foto: Marta Pires

Você conhece a ESPA do Colégio Singular?



Preocupados com os animais de estimação, que estão hoje em abrigos, e são todos os dias recolhidos das ruas, rumo a alguma Ong, a ESPA (Equipe Singulariana de Proteção aos Animais) promove todos os anos uma cãominhada, juntamente com doação dos participantes em ração a serem doadas as entidades que cuidam dos nossos amigos peludos.

Em paralelo com essas e outras ações oferecidas pela ESPA, no intuito de sempre ajudar os animais, a partir do dia 16/11 na tesouraria de todas as Unidades do Colégio Singular, camisetas com 4 estampas, 13 modelos diferentes e cores variadas no valor de R$ 25,00 reais serão vendidas.

Todo valor arrecadado com a venda será revertida em rações, remédios e castrações para ajudar as Ong´s.

Os modelos estão no site: http://www.angloabc.com.br/espa/index.htm

Clique para ampliar

Pratique um ato de bondade e compaixão, e nossos amigos peludos, de uma forma ou de outra, irão te agradecer.

Folder: Arquivo da Rosanella

12 de nov de 2010

Meu pet é o bicho!

A foto da seção de hoje “Meu pet é o bicho!” é da Florinha, seus donos são a Julci e o Diego que moram na Zona Norte de São Paulo.


Oi amigos, vou contar minha história de vida pra vocês, eu fui levada ao CCZ por busca e apreensão, pois sofri maus tratos nas mãos de um colecionador.

Fiquei lá por alguns meses, mesmo eu sendo dócil, alegre, e sempre querendo chamar atenção, ninguém se interessava por mim, porque não fazia parte do padrão de cachorro que algumas pessoas querem levar pra casa, mas eu tinha meus valores, sempre soube disso, portanto me mantive lá, fazendo a minha parte, sendo eu mesma, mesmo tendo uma idade avançada.

Até que conheci os anjos de nome Julci e Diego, que se comoveram com a minha história, e decidiram me levar pra casa com eles.

Passei de gata borralheira à princesa, e hoje sou a maior rival da Julci rsrs, disputando lado a lado atenção, colchão, sofá e tudo para estar ao lado do Diego, rs.

A minha história não vai parar por aí, vou continuar a minha missão, vou levar amor e carinho em uma clínica de idosos, quero fazer um trabalho muito legal lá, pois nós velhinhos também precisamos de um lar, de amor e de uma estrela pra brilhar.

Seu animal de estimação pode ter um dia de celebridade! Envie fotos do seu bichinho pra nós, que divulgaremos na seção semanal “Meu pet é o bicho!”.

Mande fotos de boa resolução para abcdosbichos@gmail.com e faça uma breve descrição do pet (raça, nome, idade) e do seu dono (nome, profissão, cidade).

Foto: Arquivo Pessoal

8 de nov de 2010

Alguém gostaria de adotar a Mell?

Tenho aproximadamente 2 anos, sou dócil, alegre, adoro correr pular e convivo bem com machos.


Sou de porte médio, estou castrada e vacinada, e também com muita carência, quero atenção e adoro ficar perto das pessoas, quem tiver interesse em me dar um lar, favor entrar em contato pelo telefone: 11-5631-3852 / 7535-4183 ou por email marli@abeac.org.br

Foto: Arquivo Pessoal

"Chocolate" está a espera de uma família.

Tenho aproximadamente 2 anos, sou dócil, brincalhão, porte pequeno/médio vou ser vacinado, castrado e vermifugado.


Quem tiver interesse em me adotar, favor entrar em contato pelo telefone: 11-6199-4868 ou email mopedreira@gmail.com

Foto: Arquivo Pessoal

"Boy" precisa de um lar.

Olá, meu nome é Boy, tenho aproximadamente 4 meses, sou dócil, brincalhão, vou ser vacinado, castrado e vermifugado.

Serei um cão de porte grande, pois sou mestiço de pastor alemão, mas quem tiver interesse em me dar um lar cheio de amor e carinho, favor entrar em contato pelo telefone: 11-6199-4868 ou email mopedreira@gmail.com

Foto: Arquivo Pessoal

5 de nov de 2010

Cuide bem do seu melhor amigo...




DIROFILARIOSE CANINA - O VERME DO CORAÇÃO

A dirofilariose pode ocorrer em diversas cidades, mas principalmente nas litorâneas.

Ela é transmitida através da picada de um mosquito, que coloca as microfilarias no sangue. Essas microfilárias se tornam vermes adultos que se alojam no coração dos cães dificultando seu funcionamento, causando tosse, dificuldade respiratória e intolerância à exercícios.

Quando isso ocorre, o coração do cão já está comprometido por estar cheio de vermes, sendo assim também o tratamento muito arriscado, pois os remédios são tóxicos para outros órgãos e pelo risco dos vermes mortos cairem na circulação sanguínea.

O ideal é que seja feita uma prevenção sempre que levar seu cão para áreas de risco, utilizando medicações que matem o verme antes que se torne adulto e chegue ao coração. Esse tratamento deve ser feito até 30 dias da data da ida ao litoral, com medicação específica. Caso o cão não tenha sido picado o remédio não faz mal algum. Cães que moram nas áreas de risco devem ser tratados mensalmente.

Existem diversos medicamentos, consulte seu veterinário para saber o mais apropriado para o seu cão.
clique para ampliar a imagem

Coração com a presença de vermes

As edições “Cuide bem do seu melhor amigo...”, trará informações para cuidar melhor do seu pet, mande sua sugestão para abcdosbichos@dgabc.com.br e estaremos aprendendo e esclarecendo suas dúvidas.
Agradecimentos a Dra. Daniela Zambotto, da EB Clínica Veterinária – 4330-4128, que irá nos orientar nessas edições.

Foto: portaldoscaes.com.br

Meu pet é o bicho!

A foto da seção de hoje “Meu pet é o bicho!” é do Freud, sua dona é a Elaine que mora na Vila Antonieta em São Paulo.


Agora vocês vão me conhecer um pouquinho, como viram na foto sou bonito, charmoso e por aí vai rs.

Fui adotado pela Andréa em uma feira de cães especiais (tinha problemas de visão) eu era um bebê de 06 meses, quietinho, educado, mas não me dei bem com um dos cães que havia na casa.

Então ela pediu pra uma amiga, a Elaine, ficar por um tempo comigo na casa dela, mas ela não queria animais de jeito nenhum, era só por um tempo mesmo.

Mas o inesperado aconteceu, eu com meu jeito brincalhão, cara de carente, acabei conquistando a mãe da Elaine.

Passei a ter convulsões, e fui diagnosticado epilético, esses problemas só intensificaram os cuidados e os afetos daquela família comigo e eu é claro, contribuí.

Hoje eu sou o filho querido, netinho amado e retenho todas as atenções dessa família que aprendeu comigo o amor de um animal, a gratidão de um ser que é por toda vida, consegui mostrar a esta família que sabemos amar, sentir e sabemos agradecer.

Agradeço a minha família por eu ser tão querido, tão bem cuidado, que outros cães consigam o que eu consegui, pois muitos “donos”, quando ficamos doentes ou velhos, quando não temos mais forças pra proteger a casa, latir, nos abandonam, nas ruas, nos terrenos, sem água, sem comida, muitos são amarrados em postes, ficamos a Deus dará.

Existe uma ordem inversa, que iremos partir muitas vezes antes dos nossos donos, mas se fosse ao contrário, estaríamos ali, ao lado deles, na hora da sua partida, daríamos um beijo, faríamos um agrado e pensaríamos: Até logo meu amigo(a), te vejo lá em cima, obrigado por tudo.

Claro que iríamos ficar tristes, iríamos sentir a perda, mas não iríamos abandonar ninguém, tenham a certeza disso.

Esse é meu recado, essa é minha vida, essa é a família que eu quero agradecer.


Seu animal de estimação pode ter um dia de celebridade! Envie fotos do seu bichinho pra nós, que divulgaremos na seção semanal “Meu pet é o bicho!”.

Mande fotos de boa resolução para abcdosbichos@gmail.com e faça uma breve descrição do pet (raça, nome, idade) e do seu dono (nome, profissão, cidade).


Foto: Arquivo Pessoal

4 de nov de 2010

Cadelinha mestiça procura dono



Esta linda cadelinha mestiça de labrador foi encontrada no último dia 31 de outubro próximo ao Carrefour da Vila Homero Thon, em Santo André. Ela é marrom com olhos cor de mel e está com uma coleira vermelha. Assustada, a cadelinha não está comendo direito.

Quem tiver informações sobre o seu dono deve entrar em contato com a Denise, no telefone (11) 9795-1795 ou e-mail deniseprado@hotmail.com.

1 de nov de 2010

Quero saber mais...

“Quero saber mais...” traz uma edição especial: As 10 Raças Mais Inteligentes do Mundo Canino.

Em 9º lugar no ranking, está o Rottweiler, caracterizado por sua coragem resistência e agilidade.


Seu tamanho é considerado médio, podendo alguns da raça chegar a ser bem grandes e pesar até 60 quilos e alcançar 58 cm.

São companheiros e fiéis ao dono, um ótimo cão de guarda, pois sua mordida é de uma força incrível, mas muitos desta raça, já assustam pelo tamanho, não necessariamente a agressividade.

Algumas pessoas temem ao ouvir falar de um rottweiler, mas como eu disse, as vezes seu tamanho já impressiona e os torna assustadores, mas até um pincher pode ser agressivo, tudo depende do bom treinamento e da forma que se cria um animal desde filhote.

Se dão bem com crianças, gostam de brinquedos e brincadeiras brutas, são fortes e robustos, adoram piscinas.

Sua pelagem é densa e curta, não necessitando de escovação dos os dias, mas é muito bom escovar de vez em quando, para remoção de pêlos mortos.

É um cão que está sempre atento, podendo perceber se há riscos ou não pro seu dono ou mesmo sua residência, não costuma latir, mas seu rosnado já são sinais de que o invasor precisa se afastar.

Fique atento ao blog, pois na semana que vem falaremos da 10ª raça de cães mais inteligente: O Australian Cattle Dog.

“Quero saber mais...”. Toda segunda-feira, uma nova coluna trará informações e curiosidades sobre seu pet favorito. Envie para nosso email abcdosbichos@gmail.com sua sugestão de raça e, na próxima semana, o animal mais votado ganha uma seção especial.

Foto: http://www.caesefilhotes.com.br/cachorro-filhote-rottweiler

Disqus for ABC dos Bichos